Toranja:Só Eu Sei Ver

From Lyriki
Revision as of 11:56, 9 May 2006 by Karma Police (talk | contribs)
(diff) ← Older revision | Latest revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to: navigation, search
“Só Eu Sei Ver”
Artist: Toranja
Albums: Segundo (2005)
Composers: Tiago Bettencourt e Ricardo Frutuoso
Lyricists: Tiago Bettencourt


Desfaz-se o tempo em rotinas e vontades em projectos e verdades
Em desgostos que se alastram em vestígios distorcidos
De nascentes que encontramos.
E é sempre quando seca que
Tudo se tem que agarrar a Tudo que faz fugir
E a verdade passa a estar
No fundo dum copo cheio do que se quer ser
E a beata no chão que faz os olhos arder
É a nova moda das crianças que ainda estão a aprender
Como têm que estar e andar e beber e dançar e comer
E falar e ouvir e sentar e sorrir pra saber existir!

Só eu sei ver o sol nascer
Só eu sei ver o sol nascer

Desfaço-me em pedaços, em retratos
Em mentiras que trocámos e abraçámos
Sim. Fugimos. Mas voltámos!
E o que presta e o que resta em nós...
Num fim de festa onde todos sabemos quem somos
Ou quem não se quer lembrar ou quem precisa de estar
Perdido noutro sonho
A mesma noite, o mesmo copo, o mesmo corpo
A mesma sede que não sabe secar.
Onde se encontra sem se procurar
Onde se dança o que estiver a tocar.
Muito fumo. Muito fogo.
Muito escuro onde somos o que queremos
Quase somos o que queremos
Quase fomos o que queremos...

Só eu sei ver o sol nascer
Só eu sei ver o sol nascer

Quase fomos o que queremos
Quase somos o que queremos
Quase fomos o que queremos
Quase somos o...

Só eu sei ver o sol nascer
Só eu sei ver o sol nascer
Só eu sei ver o sol nascer
Só eu sei ver o sol nascer